Essa semana, às vésperas do aniversário de 120 anos de nossa querida BH, recebemos do Instituto Brasileiro de Arquitetos, o IAB/MG, o prêmio Gentileza Urbana na categoria Cidadania, com o Banquinho PdD.

É uma grande alegria pensar que um projeto tão singelo ganhou um prêmio tão significativo. O Banquinho nasceu da vontade genuína de trazer afeto e delicadeza ao corrido dia a dia das pessoas e acabou por se transformar num importante ponto de encontro da Savassi. Tanto para quem precisa de uma sombra e um momento de descanso em meio a rotina acelerada, quanto para bordadeiras, designers, ilustradores, escritores, escultores, pintores, músicos, enfim, artistas locais que buscam um espaço para divulgação de seu trabalho.

Receber a honraria ao lado de pessoas que admiramos como Marcelo Xavier, Júlio Toledo, Mister Bus, e tantos outros que contribuem para que nossa cidade se torne um lugar cada vez mais gostoso, reforça, acima de tudo, o permanente sentimento de gratidão que temos para com todos aqueles que, de alguma forma, nos ajudaram a dar vida e charme ao projeto.

A querida Du Leal e ao amigo Hellyd Lauar, muito obrigado pela indicação. Ao designer Daniel Gonçalves, cujas mãos transformaram o banquinho em marca, e que desde o início está com a PdD, nossa eterna gratidão. Tina Descolada, as Meninas do Cafezal, bordadeiras, artistas, escritores, contadores de histórias e muitos outros que por aqui já oferecem oficinas, lançaram livros e recitaram poesias, vocês contribuíram para fazer deste, um importante espaço de lazer e de valorização e disseminação da cultura local, e por isso, pelo carinho e confiança que depositam na PdD, recebam os nossos mais sinceros agradecimentos.

E claro, a você, que em algum momento resolveu dar uma pausa na correria do dia a dia, seja para descanso, um bate-papo ou uma foto à sombra da árvore que inspirou o nascimento do Banquinho PdD, muitíssimo obrigado.

“Gentileza gera gentileza”. A famosa máxima de José Datrino – mais conhecido por Profeta Gentileza – é daquelas verdades das quais não deveríamos nunca nos esquecer!