No último sábado, 28/04, recebemos no Banquinho PdD um evento para lá de especial, o Coral dos Desafinados, idealizado e conduzido pela maestrinha Beatriz Myrrha.

O Coral é a realização de um sonho antigo de Beatriz. Artista, contadora de história e professora de música, a maestra sempre carregou consigo a vontade de democratizar o aprendizado musical. Ao longo de sua vida, se deparou incontáveis vezes com pessoas que se reprimiam diante da dificuldade de cantar. Os casos são os mais diversos. Os filhos que fingiam dormir para evitar de ouvir a mãe cantando canções de ninar, a colega de teatro que se sentia envergonhada diante de tanta desafinação, e até pessoas que dublavam o parabéns pra você, para evitar maiores constrangimentos em público.

Por sempre ter sido afinada, Beatriz tinha dificuldade em acreditar que a capacidade de cantar não fosse algo natural. No entanto, diante de um difícil momento emocional, ela mesma perdeu a afinação que sempre a acompanhou. A ideia de que se tratava de um dom foi substituída pela certeza de que cantar é uma questão de disciplina. Envolve escuta e treinamento e pode ser feito por qualquer um. 

“O Coral dos Desafinados é um coral no qual todos podem cantar. Acreditamos que a música faz parte do ser humano e que é possível para todos. Assim, nós nos reunimos para cantar, recriar canções e espalhar alegria e coragem por onde vamos, por meio da musicalidade que carregamos. Afinados no grupo, desafinados para quem quiser. No repertório, canções brasileiras com arranjos surpreendentes, repletos de humor e lirismo, tais como “Maracangalha”, “Gato na Tuba” e “Vira”.

A apresentação do Coral é linda, emocionante, e merece ser vista por todos! Confira um trechinho no vídeo abaixo!