Na última sexta-feira, dia 15 de junho, tivemos a honra de conduzir uma visita guiada na 3ª edição do evento Modernos Eternos 2018. Antes de mais nada, gostaríamos de deixar registrado a gratidão às organizadoras Giovanna Penido e Nathalia Oliffson pelo convite e claro, a todos os que nos prestigiaram.

Sobre a Modernos Eternos

O evento tem como propósito promover o diálogo sobre cultura, arte, história e identidade, e oferecer um espaço para que profissionais da área exponham seus trabalhos e façam negócios, valorizando ainda mais os setores.

Em sua terceira edição na capital mineira, foi possível observar a criatividade e o respeito à história local e a valorização do antigo e do novo, a partir da mescla entre elementos artesanais e tecnológicos. A feira trouxe um novo olhar ao conceito de mix&match (mistura e combinação), com o vintage e o contemporâneo convivendo juntos e harmonicamente.

Quem participou teve a oportunidade de viver uma experiência maravilhosa, cercada de mineiridade, cultura, arte popular e contemporânea, além claro, da possibilidade de apreciar os trabalhos de profissionais absolutamente consagrados.

Um ponto de amplo destaque foi o local onde a Modernos Eternos aconteceu, uma casa de estilo brutalista dos anos 70, no bairro Mangabeiras, idealizada pelo arquiteto Marco Antônio de Pádua em parceria com engenheiro estrutural e proprietário da casa Mauro Lopes. Encantador por si só, o imóvel se tornou ainda mais belo diante do lindo pôr do sol de inverno, visto de forma privilegiada de seu jardim e da varanda.

Registro PdD

A seguir, você confere algumas fotos de nossa participação e dos belíssimos espaços e peças que deram o tom do evento.