2020 chegou trazendo ótimas energias e promete muitas novidades aqui na PdD! Afinal, é nesse ciclo que a nossa loja comemora 10 anos de existência. Uma data tão marcante e especial não poderia passar sem muitas comemorações, certo?

Ao longo do ano, serão diversos os lançamentos e eventos especiais, sempre com o intuito de valorizar tudo aquilo que amamos por aqui: design, arte, bordado, artesanato, literatura, encontros…

E para aproveitar cada instante desse período tão mágico, iniciaremos a nossa agenda de eventos já em janeiro, no próximo sábado, dia 18, com uma das mais belas exposições que já recebemos em nosso Espaço de Arte: “Verão de Cores e Barcos”, do renomado artista pernambucano “Eduardo Araújo”.

Nascido em 1947, na cidade de Recife, Eduardo construiu uma história incrível entre o litoral nordestino e as belíssimas vilas italianas. Participou de incontáveis exposições no Brasil e na Europa, e agora, nos prestigia com o seu vasto trabalho e enorme talento em BH, no nosso PdD Espaço de Arte. Que honra!

A seguir, você confere um pequeno depoimento de Eduardo sobre as inspirações por trás de “Verão de Cores e Barcos”.

“Os barcos sempre foram modelos para a minha pintura, desde o início da carreira.

Em 1976, a inspiração era a Ilha de Itamaracá, em Pernambuco e, no ano seguinte, uma viagem de barco subindo o Rio São Francisco a partir de Petrolina.

Em 1982 e em 1987, as referências migraram para São Luís do Maranhão, cidade onde morei. Em 1985, foram as praias do litoral de Pernambuco, durante o segundo período de excursões de pintura ao ar livre, com José Claudio e Guita Charifker.

Na comemoração dos cinquenta anos, em 1997, os barcos me acompanharam durante os seis meses vividos na praia de Baía Formosa no Rio Grande do Norte.

Durante o período italiano de minha carreira, muitas pinturas foram feitas na Marina de Ostuni, onde vivi. O mar foi um assunto constante, além das oliveiras seculares da planície que ligava o Mediterrâneo à vila medieval.

Em 2012, na volta ao Brasil, eles seguiram comigo durante uma série de trabalhos de atelier, que foram a base de uma exposição individual no Museu do Estado de Pernambuco.

Durante três anos a partir de 2016, por sugestão de Cibele Teixeira, retomei os estudos de barcos do passado e os usei como modelo para uma extensa série (aproximadamente quarenta telas em pequeno formato), parte delas presente nesta mini-exposição que realizo agora em Belo Horizonte, no Espaço Patrícia de Deus”.

Atelier da Dantas Barreto, Recife, 29/11/2019

Abaixo, algumas imagens dos quadros de Eduardo. Para conferir o trabalho de pertinho, basta fazer uma visitinha ao nosso espaço aqui na Savassi, a partir do dia 18/01. Aguardamos você!